Curta a página no facebook

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Não estou

E aí tem aqueles dias em que você quer ficar quieto, deitado, com a cabeça coberta e como diria irmã Chiquinha, beata de há muito perdido o contato, e que talvez com o tempo tenha perdido a fé: “Hoje se pudesse não via passar nem uma mosquinha na minha frente...” Mas ledo engano, será nesses dias que mais vão mexer com você, cutucões de toda espécie, farpas verbais, virtuais, e de azagaias, convites a comemorações infundadas, análises sobre você, sobre seus ditos, textos, pensamentos e omissões. Por sua culpa, sua tão grande culpa, sua máxima culpa. E ainda haverá argumentos: “Tu és responsável por aquilo que cativas!” Que Saint-Exupéry arda no inferno por isso.
Mas como tudo passa, um desses cutucões de repente pode ter o poder de tirá-lo deste estado de inércia. “Agir, agir, detesto essa palavra: agir” - uma fala do dentista sádico, Dirceu (personagem de Ari Fontoura) em “Mar de Rosas” filme de Ana Carolina – frase, filme e personagem recorrentes nesse blog. E aí, aproveitando o filme, a imagem de Betinha, personagem de Cristina Pereira no mesmo filme, vem com força. Na cena, em um posto de gasolina, ela pergunta ao frentista se a bomba está cheia, ele diz que sim, ela pergunta: “_Por aqui?”, com a mão na garganta. Ao que o outro confirma e ela em tréplica diz: “Eu tô por aqui”, colocando a mão acima da cabeça.
E pronto, o último cutucão (aquele que lhe tira do estado de inércia, faz brotar uma cascata de sentimentos represados, a custo é bem verdade, e na forma de um suspiro, ou impropérios ditos em alto e bom som, ou em pensamentos) esvazia o que estava “Por aqui”, o saco! Ou como diria uma amiga dos tempos que vivi em Cezídia: o ovário. Aliás era algo que admirava nela, sempre dizia: “Hoje tô de ovário cheio, ou tal coisa é um pé no ovário!” Saco!
E assim, como um cutucão, exorcizo esse “saco cheio” com um texto, bom? Não! Tem valor literário? Não, mas está aí, serviu para desestressar, como o ato de regar plantas com mangueira em dia de chuva, como mandar quem enche o saco ir fornicar, ou melhor, ser fornicado com aqueles adjetivos tão bem conhecidos de todos nós.
Cada um tem sua válvula de escape, escrever, cozinhar, comer, trepar, correr, e tem gente que a válvula (e aí já é patológico) é sair gastando além das posses, para suprir talvez um complexo de inferioridade exacerbado. Qual a sua?

 Foto: Djair - Museu Botânico - RJ

15 comentários:

  1. Texto bom sim........como sempre.
    Vou tomar umas para desestressar. O tempo chatoo povo fala em ceia e comida e compra que saco. È isso beber um pouquinho.
    Carminha

    ResponderExcluir
  2. Frase que virara um classico muito em breve: "Tu es responsavel pelo que cativas. Que Saint-Exupery arda no inferno por isso!" GARGALHANDO PELO RESTO DO DIA, MEU FOFO ;)

    ResponderExcluir
  3. Djair e seu jeito Pantaleônico de ser, ora bem humorado, ora ácido, mas sempre excelente... só me resta dizer canta pra subir ou seria sumir? essa Nanã...(risos)

    ResponderExcluir
  4. Eu mando tomar no cu mesmo.
    Mas sempre esqueço que estou cercada dos que gostam, e não estou falando no bom sentido da coisa.
    E fecho contigo, que Exupéry arda no inferno pelo “Tu és responsável por aquilo que cativas!”

    ResponderExcluir
  5. "Mar de Rosas", filme maravilhoso. Onde andara Ana Carolina?
    Muito bom texto. Desabafo! Des-abafo!
    Hoje ouvi essa frase: "C'est dire si le drapeau noir flotte sur la marmite."
    Dia mais curto do ano.
    Abraço
    Chico Terto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está a capatar recursos para filmar: "A primeira Missa no Brasil" voltando ao estilo Documentário talvez (Getúlio Vargas - 1974) ou apenas romaceando...
      Ano passado houve uma mostra sobre ela na Cinemateca, onde ela esteve presente.
      Não Gostei muito de Gregório de Mattos (2001)
      Mas gostei bastante de Amélia (2000) Onde Myrian Muniz (a Nióbi de Mar de Rosas) dá um show.
      Fiquei muito feliz de que conheças "Mar de Rosas" que é o meu preferido a ponto de tê-lo escolhido como tema na monografia da Pós-graduação lá se vão tantos anos...
      Há os que prefiram o "Das tripas coração", mas a mim, a irônia da personagem central chamar-se Felicidade o o título "Mar de rosas" são mais saborosos, Betinha, Felicidade e Nióbi pura histéria, loucura... Bem, já me alongo...
      Abraço

      Excluir
  6. Não estou...
    Ouço, vejo, entendo, atendo, falo, como, etc, ou seja, faço o que eu quero na hora que eu quero.
    Tem dias assim, né?
    Outro dia estava ouvindo uma música Oku Hanako. Vc já ouviu falar nela?

    http://www.youtube.com/watch?v=JttQqKNHeg4

    Letra en español :

    No son sólo cosas divertidas, no son sólo cosas que quiero hacer
    En mi día a día, hay un montón de cosas que debo hacer por obligación

    En el flujo vertiginoso de la gente, siento que me quedo atrás, pero
    en esos momentos, alguien cantó para mí

    Si tienes hambre, regresa aquí, descansa de tu trabajo y regresa aquí
    El día de hoy te esforzaste mucho, lo hiciste muy bien, sin quejarte ni una vez

    Regresa aquí, regresa aquí
    Si sientes que quieres llorar, regresa aquí
    Regresa aquí, regresa aquí
    Porque este lugar inmutable siempre te dará la bienvenida

    Esos días en que estoy entre lo ideal y lo real, esos días en que algo me persigue
    También hay veces en que me canso de soportar todo eso sola

    Me detesto a mí misma cuando cometo repetidamente los mismos errores
    En ese momento, alguien cantó para mí

    No te deprimas, regresa aquí, descansa de vez en cuando, regresa aquí
    El día de hoy te esforzaste mucho, lo hiciste muy bien, sin quejarte ni una vez

    Regresa aquí, regresa aquí
    Si sientes que estás olvidando cómo sonreír, regresa aquí
    Regresa aquí, regresa aquí
    El día de mañana guarda cosas maravillosas que nadie puede ver

    Regresa aquí, regresa aquí
    Si sientes que quieres llorar, regresa aquí
    Regresa aquí, regresa aquí
    Porque este lugar inmutable siempre te dará la bienvenida
    _______________________________

    ResponderExcluir
  7. Para mim Mar de Rosas e Das tripas Coração sao dois monumentos do cinema brasileiro. Tambem prefiro o primeiro. A Cristina Pereira é uma excelente atriz (doidiiinha, como dizemos), do Ari Fontoura nem se fala,um monstro. Grande Myriam Muniz.
    Nao conheço nem o Gregorio de Matos nem o Amelia. Obrigado pela dica. Vou baixar (se achar). Me manda um link onde acho estas perolas raras!
    E sua tese é em qual area?
    Linda a cançao em japonês.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, nunca baixei filmes... Logo, não tenho como mandar links confiaveis... A Monografia foi em Sócio-Psicologia. Embora a formação acadêmica seja em Biblioteconomia, no entanto na hora da pós procurei fazer algo que fosse por prazer e conhecimento e não porque ia ser bom pra carreira. Daí a diferença entre as àreas. :)
      Bela mesmo (a música), O Sensei manda bem.

      Excluir
  8. Bem verdade!Tem dias que se eu pudesse,seria a mulher invisível..Dias que tudo cansa e,principalmente,nesses dias parecem que fazem um complô contra você,como se testassem sua paciência..Eu aprendi contar até mil,mas confesso que é difícil não chutar o "pau da barraca".
    Um dia que eu queria sumir era no natal,porque você presencia tanta demagogia barata que dá nojo!Dá vontade de dormir e acordar uns três dias depois.É um saco!
    Na minha opinião é muito saudável você se desconectar do mundo por algum tempo,dá um STOP,se isolar,refletir,purificar-se,repor as energias..Penso ser muito digno isso..
    Bem,respondendo a sua pergunta..Minha válvula de escape é correr,impressionante como me faz bem,desconecta-me de tudo;nesse momento,realmente,eu não estou,rs.

    Beijão,Djair!Dani.

    ResponderExcluir
  9. Para mim a válvula de escape é ouvir Led Zeppelin no mais alto volume.

    ResponderExcluir
  10. De, tudo passa meu querido até a uva ... hihihi mas que qdo se acorda com o pé esquerdo tudo acontece pra te irritar lá isso é verdade.. bj, Le

    ResponderExcluir
  11. Muito bom... Pena que tem gente que não sabe ler...

    ResponderExcluir
  12. Se você não fosse meu Amigo, talvez eu quisesse ser.

    Fantástico. Mesmo!

    ResponderExcluir