Curta a página no facebook

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Confraternização? Vou não!

                Sem tempo para fazer balanços ou reflexões. Muito menos promessas de fim de ano que serão quebradas ao raiar o ano novo do calendário Gregoriano.

                Como tenho dito por ai, ando mais aperreado que jumento de cego em estrada nova, e é verdade, tudo se acumula nesses finais de ano, como já disse na postagem do final do ano passado, porque não diluir pelo ano inteiro essa necessidade de ver, tocar, estar...?

                E tome confraternização, inclusive com gente que nem gosta da gente e vice-versa, já que em geral, isso é recíproco. Já vi até gente que sai da copa na hora do almoço quando entra alguém de quem não gosta. Levantam-se e em tom sério: “_Dá licença que eu vou comer na minha sala.” Para não dividir o mesmo espaço, e agora, com as bênçãos de Noel, quer marcar almoço de confraternização, amigo secreto, lanchinho da tarde etc...

                Outra, que passa o ano sem me ligar, tem por costume querer passar em casa pra deixar uma lembrancinha. Ora, se não lembrou o ano inteiro de ligar para saber como eu estava, porque lembrar agora?

                Gente que nunca entrou em minha sala quer marcar de sair... Tem certeza de que é comigo?

                Estranhamente, gente que não quer marcar nada, não precisa comemorar nada, se faz presente o ano inteiro. Um sorriso, um almoço juntos, uma mensagem em redes virtuais, uma ligação se falto ao trabalho por motivo de doença para saber se melhorei...

                Uma mensagem no celular, um comentário no blog, um e-mail... Estão ali... E bravamente insistem cotidianamente em se fazer presentes, em mostrar que não estou só. Obrigado a eles que não precisam que o ano acabe, que o natal chegue ou que seja meu aniversário!

                Como diria uma personagem de humorístico semanal:

                Ele é chato? Ele é! Ele é mal-humorado? Ele é! Ele é ranzinza? Ele é!

                Feliz Natal, o blog volta ano que vem!


19 comentários:

  1. Vá lá, sempre é bom uma opinião dissonante. Mas não é que este ano parece que está mais fácil? Será a aposentadoria??

    J

    ResponderExcluir
  2. Meu querido Djair...vc anda amuadado meu querido mas concordo com vc...essas "confratenizaçoes" por obrigaçao sao insuportáveis...faz tempo que faço o que quero e felicito quem quero...nao faço nada por obrigaçao...pra ficar "bem" ou porque é Natal ou dia das maes...etc., acho que quando a gente gosta...gosta o ano inteiro...em todos os momentos...nos bons e principalmente nos maus...nao sei se estou velha e ranzinza mas é assim que penso...a espontaneidade é tudo...por isso nao gosto muito destas festas...mesmo porque Jesus nem nasceu em Dezembro mas sim em Agôsto como dizem grandes pesquisadores da história...enfim...o que quero mesmo é que vc seja feliz com tua família e os amigos que te querem aos quais me incluo se vc nao se opor...o ano todo...por toda tua vida...que Deus siga te inspirando contos tao verdadeiros e sinceros...gosto muito do que vc escreve...tem alma...bom nao me extendo mais...te deixo um beijo com todo meu carinho querido amigo...te gosto muito...seja feliz hoje e sempre.
    Soni@

    ResponderExcluir
  3. Tá se tornando mais um sócio da Misantropia S/A? rs

    Como virou judeu no Natal, um ótimo dia 25 de Dezembro e um excelente reveillon.

    ResponderExcluir
  4. Querido, adoro ler o que escreve. Ao querer tomar um café com você esse foi muito sincero. gosto muito de você e do jeito que és, sem tirar nada.Desejo que possa escrever sempre para deliciarmos na leitura. Muito "asé", que deus te abençõe. Beijos da Carminha

    ResponderExcluir
  5. Sabe menininho eu realmente pretendo ficar em casa com minha filha sossegada, quero é poder descansar pelo menos um pouco
    O resto "to fora"
    bjs
    menininho

    ResponderExcluir
  6. Sempre fui rebelde com essa coisa de confraternização, por isso tiro férias no início de dezembro para não ter que participar desse festival e hipocrisia. Quem gosta de mim e de quem eu gosto sabe onde me encontrar todo o tempo.
    Abraço, querido.

    ResponderExcluir
  7. Muito bom!!! Concordo!!

    ResponderExcluir
  8. Vc já está se despedindo???? Não é muito cedo?

    Qto às confraternizações, é esquisito mesmo...parece q todos ficamos mais legais e mais simpáticos nessa época...rsrsr principalmente p/ aqueles p/ quem nunca o fomos..rsrsr Fazer o q? Somos humanos, somos falíveis...Mas gostei do texto, embora seja contra o fato de ser o último do ano..
    bj
    Sil

    ResponderExcluir
  9. Ele é chato, mal-humorado e ranzinza (né não!)mas é o meu ursinho!!! Myrna Gioconda

    ResponderExcluir
  10. Dja...Você tem toda a razão...Não sei que mania é essa que esse "povo"...tem de querer fazer tudo entre out/nov e principalmente dezembro: desde confraternizações até reformas, limpeza de armários, etc. Pessoas: hellooooo: Temos 12 meses para fazer isso tudo! Principalmente para nos fazer presentes na vida dos outros seja de que maneira for. Recebi exatamente 6 (SEIS) convites para confraternização de pessoas que nada a ver comigo. Prefiro minha parte em balas...rs. Sou extremamente sociável, amiga, companheira, carinhosa MAS no meu dia-a-dia. Eu faço minha humilde presença ser notada com pequenos detalhes e é isso que prezo em meus amigos. Isso faz toda a diferença. Bom...é isso. Agora, esse negócio de byebye, so long, farewell, see you next year, num gostei, não...E se viajar, dê um jeito qualquer de se comunicar conosco, POR FAVOR, hein! Myrna... ursinho? rs...tamanão desse e você chama o Djair de UR SI NHOOOO???? Djair e você, com esse apelido, ainda tem coragem de se recusar a comentar sobre os bichinhos na página do Guilherme e da Silvia???? Me poupe!!!! Beijinhos....:)

    ResponderExcluir
  11. Ai Djair...só vc mesmo...como sempre, textos do cotidiano que são excelentes reflexões que destoan da maioria.

    Veja essa letra: http://www.youtube.com/watch?v=K4LHqlR-1-c

    ResponderExcluir
  12. Outro dia eu disse pra alguém que eu queria dormir antes do Natal e acordar só em janeiro, rs.
    O pior dessas datas é ter que "dividir as atenções", se fazer presente em vários lugares ao mesmo tempo (impossível) correndo o risco de desagradar algumas pessoas. Mas vamos lá, rumo a mais um final de ano... bjs

    ResponderExcluir
  13. Djair, tire esse ódio do coração, he he he!

    ResponderExcluir
  14. É a mais pura verdade...
    Essa falsidade natalina também me irrita.

    ResponderExcluir
  15. Oi Dja,
    Concordo com você. Não participo de amigo secreto e sou um tantinho avessa a confraternizações como essas que descreveu.
    Um forte abraço,
    Alini

    ResponderExcluir
  16. Odeio,odeio,odeio todas essas erupções de humanidade de fim de ano.Definitivamente não me misturo com gente que não tenho a mínima afinidade.Prefiro bancar a antipática do que ficar de abracinho e choro de crocodilo que misteriosamente surgem nessa época.E festa de que confraternização?Só vou se estiver alguém hierarquicamente superior a mim na empresa,sabe como é,né?Vivemos em mundo capitalista.Kkkkkkkkkkkk
    Beijão,Djair!Bom voltar a comentar nesse espaço agradável de sempre.Dani.

    ResponderExcluir
  17. Tudo de novo, essa semana já comentaram comigo e disse: podia virar o ano já. Entramos no mercado e as pessoas querem levar tudo nas costas, bem cada dia o espirito de natal fica esquecido. beijos Carminha

    ResponderExcluir
  18. E aí, capricorniano. Dezembro é complicado mesmo, Natal, aniversário e Réveillon, uma chatice. Esta sociedade "cristã" ocidental, capitalista e consumista tenta a todo custo impor seus conceitos a todos e a maioria das pessoas embarca neste barco furado. Mas insuportável e nosense mesmo é a virada do ano, fico pensando o que na verdade as pessoas comemoram se o dia 01/01 é um dia como qualquer outro. Mudanças só ocorrem a partir da vontade, comprometimento e ações positivas de cada pessoa, independente da data.

    ResponderExcluir