Curta a página no facebook

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Quintal



Sempre quis quintais
Pra plantar
Pra colher
Pra correr

Ligar a mangueira e regar
Banhar
Bagunçar

Brincar com o cão
Jogar bola
Cair no chão

Tomar banho de chuva
Colher laranja
Matar saúva

Brincar de balanço embaixo do abacateiro
Comer fruta no pé
Colher pimenta de cheiro

Tanquinho ao invés de aquário
Ouvir sabiá
Ou canário

Plantar horta de couve
Acender fogueira
Seja ou não
Tempo de João.

Jogar bola de gude
Colocar a mesa no quintal pra almoçar fora
E em noites bonitas
Ouvir, tocar viola

Varrer com vassoura de palha
Ou mesmo piaçava
Se vem vento, o cisco espalha

Uma hora o vento acaba
Assim como vai o tempo de goiaba
De laranja, caquí e mangaba

Mas ai vêm outras frutas
Ou é tempo de taioba
Ou é hora de podar

Pegar os ovos nos ninhos
Fazer festa jogando milho
Em quintal grande
Sem impecilho

Tanta coisa a fazer
Tanto jeito a dar
Mas se tudo é prazer
Melhor vida não há

Foto: Ana Carolina Bracht Moura de Souza - Galinha do Giba no quintal dos pais dele!

14 comentários:

  1. É bem assim. Sou privilegiado em viver em um quintal assim. A propósito, amanha vou podar as parreiras.

    ResponderExcluir
  2. Muito legal, as pequenas coisas que fazem a diferença...

    ResponderExcluir
  3. Que pena menininho que nunca mais estive em lugar assim, agora o vejo é só predios, asfalto, como se diz "selva de pedra".As vezes tenho vontade de ir para um lugar onde se tenha um quintal!!!
    bjs
    menininho
    Ritinha

    ResponderExcluir
  4. Adorei a galinha no quintal do Giba com a criançada misturadinha e principalmente a emoção cálida da poesia feito batatinha esparramando pelo chão e tomando conta da gente. Bjos

    ResponderExcluir
  5. deu vontade de ter um quintal...adorei a foto!

    Sil...

    ResponderExcluir
  6. Nunca vivi em um cenário desses.Deve ser muito bom viver assim.Na verdade é um pedaço do céu.A paz inserida em meio desse universo conturbado,tosco e cruel.Ouvir o canto do pássaro,o cantar do galo,o fogão a lenha,árvores carregadas de frutas e hortas,tudo sem agrotóxico.Estar em contato com o simples,com a natureza..isso não tem preço.
    Lindo poema,Djair!Como sempre acontece com teus textos,vivenciei a cena de forma perfeita.Parabéns!
    Beijão para ti!Um lindo sábado.Dani

    ResponderExcluir
  7. Adorei, Djair!
    É esta paz, este quintal, canto de passáros e os maravilhosos ipês que encontrei semana passada em terras mineiras!

    ResponderExcluir
  8. Ai q saudades da minha infancia rs

    ResponderExcluir
  9. Muito bonitinho!
    Adriana Cruz

    ResponderExcluir
  10. Eu ja vivi td isso!! Hoje vivo de saudade.............foram tempos bons,acordar com o cantar dos pássaros e o cheiro dos roseirais na janela do quarto.

    ResponderExcluir
  11. joveni disse:Eu ja vivi td isso!! Hoje vivo de saudade.............foram tempos bons,acordar com o cantar dos pássaros e o cheiro dos roseirais na janela do quarto.

    ResponderExcluir
  12. Olá Djair eu já tive um quintal desse jeito quando criança. Hoje moro numa capital, assim como você, por isso comprei uma chácara bem no meio do mato para que eu possa retornar às raizes. Seu quintal muito bem retratado em seus versos, trouxe-me alegrias e saudades de um tempo bom. Beijão. Ana Angélica.

    ResponderExcluir
  13. Tive o privilégio de viver a infância a juventude entre arvores, galinhas, patos, cabritos etc. Quando me casei, já em Sampa, fizemos questão de construir uma casa com quintal láaaaaa em Pirituba rssss, onde moro até hoje, para nossos filhos também desfrutarem desse prazer.

    ResponderExcluir
  14. Querido amigo...minha infância (e elá se vao muiiiitos anos) foi assim...num imenso quintal que tinha até um rio que passava pelo meio...foram os tempos mais felizes da minha vida neste plano...vc esqueceu as jabuticabas que adoro.
    Amei como sempre tuas histórias de pé no chao que fala a linguagem da gente humilde...dos amigos de verdade...dos bolos de fubá com café preto e tantas lembranças que ainda permacem no meu cérebro.
    Obrigada sempre por ser autêntico e nos fazer tao bem...bjao nesse coraçao irreverente e brincalhao dessa criança que graças a Deus mora dentro de vc...Soni@

    ResponderExcluir