Curta a página no facebook

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Não é pau, é pedra! E não é o fim do caminho!

Em uma dessas novelas de realismo fantástico que fizeram sucesso nos anos 1990, com seus personagens de fazer inveja a Dalí e Buñuel, Cândido Alegria (Armando Bógus) acaba por transformar-se uma estátua de pedra. Aliás a novela tinha por título: Pedra sobre Pedra.
 Por mais surreal que possa parecer a cena a cada vez mais me parece verossímil...  “S” dia destes, depois de um período de dores lancinantes causadas por cálculos renais, expeliu uma enorme pedra, que pelo tamanho divulgado, rezo, pelo seu bem e de sua namorada, não tenha causado estragos maiores na uretra e no “pedúnculo” por onde este canal passa.
Tania e Carol, ambas tem tanta afinidade, apesar de verem-se pouco, que resolveram as duas a um só tempo criarem “Pedras” na vesícula... Ou será um novo tipo de passatempo e/ou modismo? Mas o fato... As pedras estão lá... 
Há pouco mudei de dentista, após mais de 6 anos com a mesma, a nova me tirou tártaro suficiente para o baldrame da “Igreja do Horto”**. Segundo Sílvia, o processo de formação do tártaro é o mesmo dos cálculos renais.
Ou seja, pra virarmos pedras, falta pouco... Será pelas pedras mentais que nos atiram constantemente? Ou porque não nos penitenciamos em longos jejuns, e procissões com pedras na cabeça, por nossa culpa, nossa tão grande culpa, nossa máxima culpa?
Afinal se pedras crescem dentro de humanos, santos de pedra vez por outra se dão a  chorar,  madonas que choram lágrimas nem tão amargas como as de Petra Von Kant, e as vezes outros santos, outras pedras com maior traquejo nos efeitos especiais sangram em suas chagas...  
Caso oposto causou uma menina da Malásia anos atrás ao chorar pedras, no caso, cristais... Parece que no fim se provou que era farsa, afinal o que causa sensação atraí repórteres, estudiosos, cientistas... E nesse caso, eles foram uma pedra no meio do caminho...
Mas enfim, em Rins, Dentes, Vesiculas... Elas aparecem... Crescem... E nem sempre são dissolvidas, ou extraídas...
Antes fossem as pedras do Ibraim Abi-Ackel**
Mas enfim... A falta do que escrever essa semana era uma pedra no sapato, e agora... Aí está! Preguiçoso? Ruinzinho? Nada a ver? Quem atirará a primeira pedra?
 
* Templo de Salomão citado na Bíblia, sinônimo de edificação de proporções incomensuráveis.
** Ministro da Justiça no governo Figueiredo, acusado de envolvimento com o tráfico internacional de pedras preciosas (Mais tarde, foi inocentado...).
Foto: Djair - Fonte de Pedra em Tiradentes MG.

6 comentários:

  1. Se quiser eu atiro duas pedras... da vesícula! rs... E como diria Fernando Pessoa "Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo…" Um beijo!

    ResponderExcluir
  2. Sempre tive um bom relacionamento com as pedras.
    Mas... o corpo humano é composto por aproximadamente 70% de água. Água é um mineral. Então...... Falta 30% para virarmos uma perfeita estátua de pedra.

    ResponderExcluir
  3. Tenho duas pedras em cima da minha mesa de trabalho. São bonitas e servem de peso para papéis. Às vezes tenho vontade de lançá-las na cabeça de alguém mas me contenho (risos!). Sabe do que me lembrei? Não é vc apreciador de pedras? Que pediu para a Ana trazer uma da Inglaterra? E que em Ubatuba carregou algumas no carro? - podia contar? kkk. Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Queria que ao inves de aparecer pedras no nosso corpo que muita gente virasse pedra!!!!!!
    rsrsrs

    ResponderExcluir
  5. kkkkkkkkk...até q vc foi discreto....
    Mas seguindo a sua ótica, como as pedras fazem parte de nossas vidas... Será devido ao nosso estágio evolutivo? rsrsrs
    Sil

    ResponderExcluir
  6. Muito bom mesmo!!!!!

    ResponderExcluir