Curta a página no facebook

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Elas existem, e estão bem próximas...


Tenho observado os personagens femininos da atual novela de Glória Perez, na emissora de TV carioca, um pouco tardiamente, por até poucos dias não assistir o folhetim em questão. Logo, não acompanhei o desenvolvimento das personagens e já que não acredito que sejam tão redondas assim, passo a descrever as características dessas personagens planas... Observe se ao redor de você não há outras idênticas, não precisam ser mulheres, não precisam ter o mesmo tipo físico, mas atente para as atitudes principalmente...
 Elas não são personagens, elas existem, estão perto de você, é só olhar ao redor. E identificando-as, faça a delação nos comentários. É
um serviço de utilidade pública.
 Cláudia Raia, na trama Lívia - Uma mulher enorme, embora elegante muitas vezes, suas vestes se apresentam com um figurino inadequado a seu corpo; manipuladora,  chefe ou testa-de-ferro de uma organização criminosa. Pensa que ninguém percebe suas falcatruas ao tempo que muita gente já percebeu. Posa de fina e convence muita gente que o é de fato.
Wanda – Interpretada por Totia Meireles. Braço direito de Lívia. Tipo mais ou menos comum, pouco além de balzaquiana, não se pode dizer ao certo sua idade. Faz o trabalho sujo mas só toma no... na cabeça... Alguém em quem se joga a culpa quando as coisas dão errado, mas se dão certo não recebe louro algum.


Irina – Papel de Vera Fischer. Uma loura já bastante entrada em anos... Indíce de massa Corporal... Bem tentemos ser minimante cavalheiros e deixar esse dado pra lá. Ela até tenta fazer o número da simpática, você olha, ela sorri, sempre, é automático. Está sempre em sua mesa, o tempo todo está ao telefone e observando o que os outros fazem. Nada passa impune diante do azul de seus olhos.
Paloma Bernardi empresta corpo (e que corpo) a Rosângela – A mais nova das mulheres aqui tratada. Embora acredite que sua personagem ainda vá mudar na trama, não é o que está em questão aqui, mas suas características essenciais hoje: uma espécie de “estagiária” no mundo do crime. Sofre os trotes comuns a que todo estagiário está sujeito, serviços humilhantes, mas sempre disposta a fazer o trabalho que seja necessário. Quer mostrar competência, ganhar confiança, ir longe...
Helô – A delegada vivida por Giovanna Antonelli. Compradora compulsiva, gasta tudo que ganha em roupas que não precisa, sapatos que não tem pés para calçar. Faz a linha “Não posso te contar”, mas adora uma fofoca. Não pode contar a um personagem que ele tem uma filha, mas pode contar pra mãe dessa mesma filha que ele transou com outra...
Riva – Brendha Haddad. Uma senhora já bem... senhora, que chega ninguém sabe de onde, que fazia ninguém sabe o quê, uma excelente ajudante nas tarefas de Irina, aquela que não faz nada, fica o tempo todo no telefone, observando o que os outros fazem, mas que nunca dá conta do seu trabalho, porque ele é sempre demais.

Morena – Personagem de Nanda Costa. A chata, remelenta, chorona, o tipo que você imagina tacando catarro nos cantos das paredes... Pensa-se esperta mas só se ferra, já está no segundo filho, que o pai nem sabe que é dele, e a quem deixa com os outros pra ir trepar com o homem que diz amar, talvez emprenhando novamente.
 Existem várias outras personagens femininas, inúmeras até, porque é um entra e sai de personagem que às vezes você se pergunta: Mas quem é esta mesmo? Vão da Gostosona da Laje, Roberta Rodrigues, que sabe do poder de atração que seu corpo (e viva a bunda!) exerce nos homens, a chata de plantão que não é ninguém a não ser a amiga de alguém, papel eterno de Cissa Guimarães.
Mas chega! Uma descrição tão extensa das personagens cansaria o leitor como a novela cansa o telespectador, então ficamos por cá, antes que alguém apareça com uma seringa...  
Reconheceu? 

Fotos: Internet/divulgação.

12 comentários:

  1. Viva Djair escrevendo sobre novelas.Estas foram poucas, o novelinha. Fico pensando no papel da mãe da Aicha tonta tonta, engana todos.Pouco assisto. Agora tem umazinha na minha familia Affffff , essa se acha a rainha da cocada ou a princesa e assim vai a humanidade. Tem pessoas que acham que não vestimos marcas somos pobres. Quem é pobre? Eu hem

    Carminha

    ResponderExcluir
  2. BRILHANTE!!!!!!!!! CLAP, CLAP, CLAP!!!!! Amei o texto na medida que detesto este folhetim piegas. Saudosa de ti, bjão!!!

    ResponderExcluir
  3. Shauhauahuahuahua..Boa,Dja!

    Nossa,eu reconheci várias!Ainda bem que não me reconheci em nenhuma.Bem,já fui meio Helô,mas hoje estou ponderada..penso..
    Vi descritas acima:uma vizinha(lógico que não poderia voltar),uma tia,uma ex-colega de trabalho..Glória Perez nem é tão avoada das ideias como falam.rs
    Mas,gostei muito do Post;a descrição da Irina então,rachei de rir.E como tem Rosângelas por aí..Dão cabeçadas.

    Beijão,Dja!Dani.

    ResponderExcluir
  4. Oi Dja! Li e lembrei do nosso encontro no Batidão, você descrevendo cada personagem ri muito. Mais uma vez parabéns pelo texto. Frávia

    ResponderExcluir
  5. Reconheci várias. rsrsrs

    Adriana Lima

    ResponderExcluir
  6. Mauro Saccenti: "eu li esse texto, reconheci 3 que trabalham comigo(mas, assistir novela da Gloria Perez é pior que tortura em Guantanamo"

    ResponderExcluir
  7. Fala a verdade, a Irina trabalha na Prefeitura Municipal de Santos e também atende por : loura do banheiro.

    ResponderExcluir
  8. acho que reconheci menininho
    depois te conto
    kkkkkkkkkkk
    bjs

    ResponderExcluir
  9. acho que reconheci menininho
    depois te conto
    kkkkkkkkkkk
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Personagens de novelas que ficam o tempo todo olhando o que as outras pessoas fazem, dando palpites sobre a vida alheia ou tentando controlar o comportamento de outras, são fiéis espelhos de pessoas reais. Por que cada um não fica na sua? Será que é porque o mundo próprio e/ou interior é insuportável?

    ResponderExcluir
  11. Amei, novelinha chata. ainda bem q qdo começa já estou dormindo!!!!!

    ResponderExcluir