Curta a página no facebook

domingo, 27 de março de 2011

Observações sobre o blog, e minha interação com ele e contigo.

Observo que os textos protagonizados por Francinette tem sido bastante comentados, a personagem realmente encanta e faz rir. E talvez o blog tome esse caminho, o das crônicas... Ou não, afinal este texto já não é uma delas. Não tenho sentido vontade de escrever sobre comportamento social, seja localizado ou global. Maus-caráter continuarão a sê-lo, independente de criticas positivas ou negativas a sua postura. Fofoqueiros continuarão a tomar conta da vida de outrem, independente de quantos gatos (cada um com sete vidas) lhes dermos para que tomem conta. E cá entre nós, alguns tipos de comentários e fofocas às vezes apenas fazem rir, e não ter raiva, em outros podem até servir de exemplo de como se comportar, ou na maioria das vezes, não se comportar.

Sim, é bem mais fácil escrever contos, causos, crônicas, bem mais prazeroso também, afinal, eles suscitam risos interiores, e para quem  tem fama, justificada é bem verdade, de mau-humorado, rir, e conseguir fazer rir, é de certo modo uma redenção.

Como já disse uma vez em postagem antiga, nunca me preocupei muito do que trataria o blog, o que me causou alguma critica sobre ele ser apenas para mim mesmo, mas se agora quase dois anos após, alguns amigos gentis, e mesmo leitores que não conheço, o lêem e fazem comentários é sinal que tem agradado a outros ângulos de visão.

Dia destes pedi a um conhecido que o divulgasse e recebi como resposta que “proselitismo apenas em família”. Bem, ia perguntar o que há no blog que o envergonhe, mas em todo caso, melhor deixar pra lá. Afora alguns que o abandonaram por rusgas pessoais, ele continua firme à véspera dos 70 seguidores, se Paulo Leminski, que é PAULO LEMINSKI, tem pouco mais que quatrocentos, para mim esse número é a glória, e se chegar a cem, terei que cumprir a promessa feita a Silvia de publicar o livro. (risos)

          Bem, é sobre isto que trata esta postagem, um texto de agradecimento a você que lê meus textos, ainda que de maneira esporádica e bissexta. Muito obrigado! Você me faz mais feliz!

8 comentários:

  1. Continue assim fiel a si mesmo, os genios nao tem de bater cartao de ponto nem seguir roteiros.

    ResponderExcluir
  2. Bom , eu como sua humilde seguidora, da minha parte digo que se vc resolver contar a piada do pintinho todos os dias , com certeza dará um jeitinho de fazer com que eu volte aqui para ler ; pois vc tem o dom da palavra, consegue transformar o " simples " em algo magestoso.
    Ao contrário de muitos que falam muito sem nada dizer , vc consegue prender seus leitores sutilmente.
    Quando eu crescer quero ser assim :)
    Use e abuse do seu blog meu querido! Vc conseguiu conquistar esse direito através das suas palavras .

    ResponderExcluir
  3. Vc tem muito talento para contar historias , deveria pensar seriamente em escrever um livro,
    pense nisso!!!

    ResponderExcluir
  4. Adoro suas cronicas, mas não deixe de lado os poemas... Ah! E promessa é divida! rsrsrsrs
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Dja, os causos são tão bons qto os posts de protesto, depende do momento, do humor de quem lê, às vezes dá vontade de comentar, outras só de refletir. Mas continue a escrever o que seu estado de espírito mandar. Vou ler da mesma forma, rs. Como está escrito num comentário anterior, até a piada do pintinho vc vai contar de uma forma especial e única! Vou confessar uma coisa: às vezes, antes de comentar ou mesmo reflerir sobre o assunto, dou risada sozinha imaginando sua cara de mau-humor reclamando de alguma coisa num post... ;-)

    ResponderExcluir
  6. Caraca! Não sabia dessa promessa. Então para termos o livro é preciso que o blog tenha 100 seguidores?
    Bora lá, arrebanhar mais seguidores!
    ou ficaremos sem o livro.
    Beijo

    ResponderExcluir
  7. hehehe, fui nos meus contatos e disparei os convites.Arrumarei um espaço para o dia do livro. com vinho e coisinhas. Adoro seus escritos me deleito e dou boas gargalhadas. bem é isso. Carminha

    ResponderExcluir