Curta a página no facebook

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Sala Inclusiva é inaugurada na Biblioteca Central da Unifesp

  Nesta última quarta-feira, 02 de fevereiro de 2011, foi inaugurada no sub-solo da Biblioteca Central da Unifesp “Prof. Antonio Rubino de Azevedo”, a primeira sala inclusiva da universidade. Fruto do “Projeto Incluir”, do Governo Federal, a aquisição de equipamentos foi possível graças à ação do NAI/UNIFESP – Núcleo de Acessibilidade e Inclusão, do qual fazem parte os Bibliotecários: Maria Elisa Rangel Braga (diretora da Biblioteca Central) e  Djair Rodrigues de Souza. 
              
O projeto desenvolvido no NAI contou com várias frentes e, no âmbito da Biblioteca, após pesquisa realizada, optou-se pela aquisição de equipamentos modernos que compõem a sala inclusiva. Foram adquiridos dois microcomputadores, com teclado em Braille, dois scanners leitores (que escaneam e simultaneamente lêem o documento apresentado na tela do computador); uma lupa eletrônica com monitor de vídeo e 10 réguas de leitura. 
 
             
Além destes equipamentos, também foram adquiridos, com recursos da Biblioteca Central, dois fones de ouvido e um ventilador. 
                 A sala está disponível a toda comunidade, promovendo acesso digital e inclusão social. Para tal finalidade, a Biblioteca também possui rampa de acesso conforme normas da ABNT, banheiro para deficientes e elevador, o que promove maior independência  aos usuários portadores de deficiência locomotora.
 
Fotos - Marcus Vinicíus Garret Chiado :
Panorama da sala inclusiva
Demonstração da Lupa Eletrônica.

12 comentários:

  1. Que ótima notícia!!! Você precisa apresentar ao Ricardo. Parabénsss

    Cristiane Camisão

    ResponderExcluir
  2. A inclusão digital é algo invitável,hoje o mundo se encontra totalmente digitalizado,é preciso que mais ações como essas do Nai/Unifesp,sejam disponibilizadas para pessoas com necessidades especiais,sempre tão marginalizados perante a sociedade.Parabéns Djair!Nada disso seria possível se não fosse o empenho de pessoas como tu,que se sensibilizam com a necessidade alheia.É o que nos cabe fazer como cidadãos.
    Bjs!Com Deus.Dani.

    ResponderExcluir
  3. A sala está linda! Precisa ser divulgada mesmo! Lembro-me que tive alguns alunos com baixa visão e fazia apostilas com letras enormes. Para um aluno cego eu gravava fitas de áudio em casa para que ele pudesse ouvir e entender a matéria. Foi um desafio grande que tive que encarar, pois a Escola do Estado não dava muito suporte. Tive alunos surdos e mudos e os professores não eram treinados para a linguagem de sinais. Ou seja, temos que ter atitudes corajosas e humanas como essa sua, Djair. Por isso, meus parabéns !!!

    ResponderExcluir
  4. Muito importante seu trabalho, parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Estive em uma apresentação da sala hoje. Achei muito legal! Projeto importante. Vamos divulgar... Ótimo trabalho Djair!

    ResponderExcluir
  6. Muito legal isso, aqui na escola já tivemos um aluno cadeirante, e não estavamos preparados à época, agora temos rampas e bebedouros baixos, banheiro, mas só depois dele é tomamos as providências...
    Parabéns

    ResponderExcluir
  7. Parabens pela sala Djair, acho uma iniciativa muito importante e hum

    ResponderExcluir
  8. Adorei a sala ! Parabéns pela iniciativa. bjks

    ResponderExcluir
  9. Parabéns a toda a equipe pelo belo trabalho.

    ResponderExcluir