Curta a página no facebook

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Ano novo, sentimentos velhos...

Cobraram-me mensagens de natal e fim de ano...
Sinceramente? Não tive muito clima pra isso, embora como sempre tenha ornamentado a casa, enviado três cartões (estou a melhorar, já que há anos não envio, então quem recebeu sinta-se duplamente prestigiado).
É engraçado como apesar disto não me animei a escrever nada de punho próprio sobre as datas de entusiasmos e sentimentos febris. Então, vou colocar abaixo o texto que escrevi ano passado e enviei a alguns colegas; se o Zé Simão vive a repetir a mesma crônica sobre a mostra de Cinema de São Paulo, também posso repetir a mensagem, todos ficamos felizes, e estamos conversados.
Caros colegas
Mais um ano passamos juntos e graças da Deus, conseguimos superar as dificuldades que nos surgiram no dia a dia. Para mim não foi um ano muito fácil, como não deve ter sido para vários de nós, mas lutamos e com fé conseguimos chegar aqui mais experientes, mais sábios, e acredito melhores do que éramos há um ano.
Que Deus nos ilumine a todos, fazendo com que continuemos assim, melhores seres humanos, melhores colegas, a procurar cada vez mais agirmos com respeito aos semelhantes, à natureza, ao planeta. Pois o respeito ao próximo é a maior ajuda que podemos dar à humanidade. As coisas materiais são tênues e passarão, mas o respeito, consideração e dedicação (bem mais difíceis de conseguir ofertar a quem está ao lado do que a quem está longe) são algumas das coisas que nos aproximam de Deus.
Que tenhamos a certeza que Deus está junto a nós, nos propiciando o que de melhor estamos aptos a receber nesse momento. Obrigado a todos pelo coleguismo, paciência e carinho, e desculpem-me se em algum momento fui grosseiro e descortês. Que Deus nos ilumine a todos, que este ano tenhamos paz, fé e união. E que durante todo o ano nos sintamos realmente como um napoleão coroado.
Abraço a todos e que Deus os ilumine sempre.
Foto: Djair
Manacá da Serra, no jardim de casa enfeitado com "as luzes de natal" Qual a Brasília da chegada de Jão de Santo Cristo.

3 comentários:

  1. Voltei nessa mensagem de Ano Novo, pois na época eu estava de férias. E que lindo o que você escreveu: "Que Deus nos ilumine a todos, fazendo com que continuemos assim, melhores seres humanos, melhores colegas, a procurar cada vez mais agirmos com respeito aos semelhantes, à natureza, ao planeta". Aproveito para te dizer que gostei muito do nosso papo numa hora de almoço, conheci e admirei um outro lado seu: politizado, informado, consciente, povo!

    ResponderExcluir
  2. Amém! Ana Angélica.

    ResponderExcluir