Curta a página no facebook

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Enchendo linguiça (adoro farofa!)

Nem sempre se tem algo interessante a dizer, Shakespeare dizia que: "para escrever existem apenas duas regras: ter algo a dizer, e fazê-lo."
Mas e quando o que você tem a dizer não pode ser expresso pela linguagem humana? Como verbalizar o que não tem explicação?
Criar textos macarrônicos que não chegam a lugar nenhum, nem a exprimir sentimentos ou traduzir o que nem pajelanças poderiam proporcionar?
Cantar em línguas estranhas como os Cristãos de priscas e novas eras?
Calar de vez engolindo palavras e salivas presas em soluços?
Ou simplesmente gritar, para que com o ar expulso a força dos pulmões saiam os germes de sentimentos ainda não nascidos?
Bem, nessa elucubração pode-se perder horas, dias, semanas sem chegar a nada.
Uma verdadeira prajalpa, como é este blog.
Mas falando-se sob o inexprimível não se está a exprimir por fórceps alguma coisa?
Não sei, não sei...
Mas se não há nada de peremptório nesse mundo concreto, que dizer do nosso submundo intrínseco?

Foto: Djair - monumento em Vitória - ES.

4 comentários:

  1. As vezes é necessário se calar, pois palavras faltam para expressar o que não pode ser ouvido.

    O que a boca cala os olhos exprimem e tudo que estava obscuro se ilumina.

    O que sei é que alma guarda segredos demais e que não existem palavras que possam desvendá-los.

    A palavra é terrena, é pequena, é deficiente diante da magnitude que é o SER.

    ResponderExcluir
  2. Não sei, acho que o equilíbrio é o mais próximo do ideal, como eu considero ser equilibrado quase utópico, fica difícil.
    Aqueles que nada dizem correm o perigo de ficar a margem, de não serem (re)conhecidos e tantas outras desvantagens. Aqueles que muito falam e escrevem arriscam-se no exagero, são prolixos, enjoativos, repetitivos e por aí vai.

    Mas eu estou mais para os que precisam opinar àqueles que se omitem. O importante é respeitar o momento.

    Esta discussão é reflexiva.

    E a citação do Shakespeare está longe de abarcar nossa nação que tem milhões de analfabetos, muitos devem ter algo pra dizer, mas não sabem escrever. E quem escreve e lê apita o jogo.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Queria poder comentar suas palavras...pque as entendo e concordo.
    Porém hj, estou refém do silêncio, (cárcere consentido de uma certa forma)hj, a inquietude se instalou em mim, e esta me pedindo pra que eu encontre e resgate algo que não sei o que é, nem a quto tempo se perdeu... mas que hj especialmente,está a fazer falta em mim !!
    ... mas antes disso,trago Clarice até vc.



    " GRITE", ordenei-me quieta. "GRITE", repeti-me inutilmente com um suspiro de profunda quietude. (...)Mas se eu gritasse só uma vez que fosse,talvez nunca mais pudesse parar.
    Se eu gritasse, ninguém poderia fazer mais nada por mim ; enquanto, se eu nunca revelar minha carência, ninguém se assustará comigo e me ajudarão sem saber;mas só enquanto eu não assustar ninguém por ter saído dos regulamentos. "
    (Clarice Lispector )

    ResponderExcluir
  4. Se não tem nada a dizer é melhor calar...vc estará fazendo um carinho a quem está ao seu lado...

    ResponderExcluir