Curta a página no facebook

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Anatomia

Foto: Djair
Quase tudo dói
Alma, coração ou outro órgão qualquer onde se guardem os sentimentos.

Quase tudo se rói,
Amores, ódios, amizades, lamentos.

Hoje tudo está roto,
Como a figueira sem figos ou a roseira sem brotos.

2 comentários:

  1. Olá Djair, muito bom dia!!
    Vim aqui em busca de paz, (a imagem da pequenina e frágil florzinha em meio à secura da terra e das pedras me atraiu) e encontrei uma bela poesia...

    Antes de tudo parabéns pela imagem, pois retrata o quanto a fragilidade pode ser forte e guerreira e até resistir a todo tipo de violência!!!
    Perfeito poema, simples e singelo e representa os dias de guerra que passamos no Estado do Espírito Santo...
    Aliás, momentos que jamais esqueceremos, espero que sirva de aprendizado e nunca mais se repita em nossas terras...

    Um grande beijo amigo e se cuide!

    * Ah, não é para assustar, é só para te alertar: Vejo que você sempre caminha no Parque Pedra da Cebola.
    Fique muito atento lá amigo, pois no dia 16 de dezembro último, fui assaltada naquele local por dois bandidos de bicicleta. Um me empurrou ao chão, enquanto o outro me chutou o rosto... Era para roubar meu celular...Fiquei bastante traumatizada a ponto de nunca mais retornar ao parque desde então...E eu adorava e caminhava praticamente todos os dias na belezura daquele lugar! :)))
    Mas é só se manter bem atento que nada vai acontecer...Se possível caminhe sempre acompanhado de outra pessoa tá?
    Então , se cuide muito!!

    Beijos e uma ótima semana! :))))

    ResponderExcluir
  2. Obrigado querida,
    Pelo comentário gostoso (e elogioso), por captar o que quis demonstrar na foto, e pela dica (que confesso me chocou) a respeito do parque, sempre achei que ali fosse um recanto seguro, com certeza passarei a prestar mais atenção.
    Beijão, e uma semana linda!

    ResponderExcluir